O Brasil é um país laico, mas não é um país ateu

Alguém entrou com ação para anular a concessão das TV Canção Nova e TV Aparecida, junto ao Ministério Público Federal de Guaratinguetá-SP. A alegação é de que as concessões não tiveram licitação adequada, em se tratando de TVs educativas. Podem alegar que não se trata de perseguição religiosa, mas não consigo ver diferente disso. Aproveito para destacar o vídeo do Deputado Eros Biondini em discurso no plenário e link para uma notícia mais completa dos fatos.

A frase do título é do nobre deputado Eros, que serve de alerta para muitos que querem “combater” as religiões, especialmente que se posicionam contra a Igreja Católica.

Segundo apurei, a obrigatoriedade de licitação para TVs educativas só se fez a partir de Julho/2011 e para ambas as emissoras, os procedimentos licitatórios foram seguidos corretamente, segundo a lei à época. O que vejo é que “alguém” quer criar um fato inexistente, na tentativa d prejudicar a disseminação do conteúdos dessas TVs.

9 comments

  • Eu acho que essas TV religiosas como canais abertos deveriam acabar mesmo. O objetivo dessas TVs é conseguir fiéis para suas respectivas igrejas. Não tem nada “do bem” e de “valores” nisso ai não.

    Se o objetivo fosse “fazer o bem”, como esse defensores tão dizendo, eles poderiam muito fazer um canal composto por programas educativos, que falassem de educação, meio amibente, etc, sem mencionar a igreja, pois ela é completamente desnecessária para esse propósito.

    Mas é claro que não é isso o que acontece. Os programas desses canais são sobre as igrejas, tentanto doutrinar o pessoal. Não tem nada de educativo neles. Eles não tão tentando “fazer o bem”, eles tão tentando conseguir fiéis.

    Como disse, eles deveriam caçar mesmo a concessão publica desse pessoal, pois eles estão ocupando espaço de transmissões (que é algo fisicamente limitado).

    No caso dos canais disponiveis em TV por assinatura (via satélite), eu não vejo problema, pois é algo particular, pago, então eles podem fazer o que bem entenderem.

    Mas TV aberta depende de conceção publica, e ficar gastando espaço de transmissão com canais desse tipo é um desperdício (assim como é um desperdício ter a Globo, SBT, Band e derivados por aí, mas esses canais são outros 500).

    • Marcos Lemos (@hordones)

      André,

      Ok! Então pode ter TVs que denigrem e ofendem a sociedade, mas não pode ter TV de conteúdo religioso?
      Educativo é só o que ensina algo? Então não se pode ensinar uma crença?!? A educação religiosa é um direito constitucional e faz parte do direito também a livre expressão e isonomia de expressão. Todos podem pleitear uma concessão de TV/rádio para expor suas opiniões desde que não fira a constituição e não promova crimes. As TVs religiosas estão no seu direito de ocupar esse espaço limitado.

      Ambas as TVs citadas participaram de licitação pública conforme o direito e estão agindo segundo o contrato público que firmaram. Nào ferem o direito e atuam segundo a constituição.

      • Tomás

        Crenças são baseadas em “conhecimento” irregular e especulativo, não devendo em hipótese alguma ter qualquer tipo de vantagem sobre outras. Dar espaço para o cristianismo exige que também se dê espaço para o budismo, islamismo, espiritismo e outros ismos (inclusive o ocultismo, por mais tolo que essa ideia pareça).

        Como foi mencionado em um comentário acima, o espaço de tv aberta é limitado. Da mesma forma que o cristão diz que sua religião é a verdade suprema, o budista, o muçulmano e o hinduísta dizem o mesmo. Então, qual é o sentido de se dar um espaço que invariavelmente chegará a uma grande massa (já que sua grade de opções é limitada) a uma emissora que “ensina uma crença” e não fazer o mesmo por outras?

        E só para constar, o Brasil nunca foi um país laico, apenas na teoria. E o ateísmo não tem relação alguma com isso. Não sou ateu, mas amplamente contra emissoras religiosas na tv aberta. Lugar de religião é em igrejas e templos.

  • Muito apropriada a colocação do deputado Eros Biondini: “O Brasil é um país laico, mas não é um país ateu”.

    Aprecio bastante a programação das TV’s religiosas, como a Canção Nova e Aparecida, bem como a TV Novo Tempo. É um conteúdo muito educativo, não apenas religioso, mas com lições preciosíssimas de cidadania, aconselhamentos éticos e familiares.

    EU SOU CONTRA A AÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL DE GUARATINGUETÁ EM ANULAR AS CONCESSÕES DAS TVs “CANÇÃO NOVA” E “APARECIDA”.

    Se você também é contra, participe do abaixo-assinado:
    http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2011N16989

  • juca

    Ora, o que os religiosos diriam se tivesse um canal aberto pregando o Satanismo? Certamente seriam a favor do fechamento do canal.

    Os Religiosos tem esse sério problema de egocentrismo.

  • Joaquim Pires

    Ola, ( Nao acentuado intencionalmente )

    Bancada evangelica, bancada catolica.

    O estado Laico e importante, para a seguranca de todos
    os cidadaos neste pais, inclusive os religiosos.

    Tentar impor os seus valores a toda a populacao, e uma tentativa de afirmacao. Contudo a historia ja mostrou que isto nao e uma boa ideia.

    Seria melhor que as igrejas se dedicassem exclusivamente a seus fieis, em vez de tentar se apoderar do estado, como estao tentando fazer.
    Dai para a velha e terrivel inquisicao e so um passo…

    Saudacoes

    Joaquim

  • Sinceramente estou cada dia mais convencido de que as pessoas estão se afastando de Deus, que Deus tem se tornado “pedra de tropeço” na vida de muita gente.Onde já se viu tamanho absurdo o que estas pessoas acima tem escrito?
    Alguém que diz uma frase dessa:”Ora, o que os religiosos diriam se tivesse um canal aberto pregando o Satanismo?” Certamente não tem Deus em seu coração, na sua vida.
    Amigo para você criticar é preciso ter certeza do que você está falando, é preciso ter estudado e isso prova que vc não conhece a Palavra de Deus:”E todos os odiarão porque vocês são meus. Mas todos os que agüentarem até o fim, sem Me renegar, serão salvos.”(Mc. 13.13).Mas vou relevar o que você disse, pois talvez você esteja entre estes que Jesus falou em João:”Muitos renegam a Deus porque não aceitam Sua Verdade.”(Jo. 8.44,45).
    Agora o que me preocupa é que muitas pessoas que pensam assim ainda se aproximam da mesa da Eucaristia e sai por aí dizendo que é católico.
    Já o outro vem pregar seu relativismo religioso criticando a existência dos canais de tv religiosos.Ora meu amigo, você não poderia falar isso pois a verdade é perene, a verdade é Deus Onisciente,Onipotente que se revela na Palavra que deve ser anunciada em qualquer lugar.A Igreja Católica Apostólica Romana não obriga ninguém a participar dela, assim como estes canais de tv não obriga ninguém a assisti-los.Vou deixar para você como reflexão o que Paulo escreveu a Timóteo e espero que vc mude de idéia: “Deus quer que todos se salvem e cheguem ao conhecimento da verdade” (1Tm 2,4).Ora, se Deus quer que todos se salvem, como chegar até você por exemplo, esta mensagem de Paulo? É óbvio que através da evangelização do Marcos Lemos pela net, pela CN. TV Aparecida e tanto outros.
    PAZ E BEM!!!!

  • Lucas

    Tem gente que fala merda sem conhecer, tipo o André e o Juca. Além de terem se mostrado preconceituosos, fizeram uma generalização absurda. O Marcos fez uma ótima colocação:

    “Ambas as TVs citadas participaram de licitação pública conforme o direito e estão agindo segundo o contrato público que firmaram. Não ferem o direito e atuam segundo a constituição.”

    Cara, se você acha que os canais religiosos não deveriam ter espaço na TV aberta, você é do tipo de gente que acha que não deveriam ter pessoas de classe baixa usando a internet. Essas duas ideias tem o mesmo fundamento preconceituoso, atrasado e não-democrático.

    As igrejas tem tanto direito na TV quanto a Rede Globo. Vivemos uma democracia igualitária. Pelas suas ideias, você tem vontade de voltar à época do absolutismo.

  • Zemaria

    É! Muitas palavras, pouco comentário, quase nada de conteúdo até aqui. – TV católica é para quem é católico e quer melhorar sua formação religiosa. Para quem não se enquadra nessas condições existem dezenas, centenas, de outros canais. – Agora, que algumas autoridades constituídas, investidas de poderes, estão direta e indiretamente perseguindo a Igreja Católica, isto é notório para qualquer um que enxergue um palmo adiante do nariz. São argumentos absudos e imbecis para justificar e legalizar as Sodomas e Gomorras pós-modernas: Aborto indiscriminado, casamento de gays e lésbicas, manipulação genética eugênica para produzir e eliminar embriões em massa, remoção dos crucifixos de locais públicos, todo tipo de ignomínia a que a Igreja Católica e as Igrejas Evangélicas sérias se opõem porque não são obras de Deus mas fruto da vaidade humana. – Não vi nem ouvi ainda a voz de nenhuma autoridade legalmente constituída contra esses absurdos nem contra o tal de BBB, o programa de TV mais imbecil do mundo, mas protagonizado pela toda poderosa Globo. – Justiça seja feita, a única exceção, a voz que prega no deserto e que por isso mesmo é combatido como foi João Batista, é a do deputado federal Jair Bolsonaro. – Que Deus se apiede desse povo!

Deixe uma resposta